REQUEST A CALLBACK

Filtro prensa: uma história antiga… para um novo acordo ambiental!

Projeto publicado em In blog

Na indústria, filtros-prensa são comumente usados para desidratar lodo e recuperar água processada, facilitando a economia e o descarte de resíduos.
A função do filtro prensa é criar tortas dentro das câmaras criadas entre suas placas e, em seguida, desidratá-las graças a uma contrapressão fornecida por pistões pneumáticos.
A pressão da bomba de alimentação desidrata o lodo e a água é recuperada através de pequenos canais encontrados nos cantos das placas do filtro, deixando as tortas sólidas nas câmaras.
As tortas são descarregadas em uma correia transportadora, dentro de um contêiner ou no solo antes do ciclo começar novamente.

A Matec, só nos últimos dois anos, já instalou mais de 250 estações de tratamento de água espalhadas pelo mundo; mas quais são as origens dos filtros prensa que hoje tem aplicações industriais em tantos setores diferentes?

Voltando alguns milhares de anos, encontramos modelos rudimentares de filtros prensa em várias culturas de diferentes partes do mundo.
As primeiras prensas de madeira usadas pelos latinos e romanos originaram-se entre 100 AC e 400 DC e seu escopo era a produção de azeite e vinho.
A dinastia egípcia XVIII de 1543-1292 aC, no esplêndido reino de Tutankhamon, produzia vinho por meio de uma prensa de sacos.
Na China em 1600 aC, durante o reinado de Shang Fu, a produção de chá de camélia era feita por meio de outro modelo particular de filtro prensa de madeira.
A virada para o projeto de máquinas como nossos atuais filtros prensa ocorreu em meados de 1800 na Grã-Bretanha, no âmago da revolução industrial.

Foi lançada uma máquina autorregulável com células pressurizadas para produção de óleo a partir de sementes de plantas, essa máquina foi seguida do primeiro modelo de filtro prensa de aço e com placas que encontrou sua aplicação na área alimentícia e industrial.

No século XX, há mais de cem anos, o filtro prensa foi introduzido e utilizado no setor de mineração.
Uma das aplicações de maior sucesso foi na recuperação de pó de zinco de soluções de cianeto.
O filtro prensa que dominou a cena durante esse período foi o modelo da Eimco.

Com a introdução de filtros de placa com estrutura metálica surgiu o problema de remoção das tortas que permaneciam presas à moldura e forçavam o operador a removê-las manualmente.

Um avanço nessa direção veio em 1959, graças a K. Kurita e S. Suwa, que introduziram os filtros prensa de câmaras recessivas, o que melhorou consideravelmente o problema mencionado acima.

Um passo à frente na tecnologia de filtração veio com a difusão de placas de membrana, que adicionaram um diafragma ou membrana às placas com câmaras recessivas, espremendo fisicamente cada torta através da água ou ar comprimido.

Ao longo dos anos e de acordo com as diferentes necessidades, dois métodos de produção foram distinguidos para apoiar as placas: Viga suspensa e Viga lateral.

Os filtros prensa com o estilo “Overhead Beam” suportam o peso das placas com vigas suspensas.

Em vez disso, os filtros prensa do estilo “Side Beam”, ou Viga Lateral, suportam o peso das placas com suas vigas laterais que também servem de pista/apoio para que as placas se movimentem ao longo das laterais da máquina.

Hoje, com simplicidade, flexibilidade e eficiência, o filtro-prensa se torna uma máquina indispensável em vários setores.

O filtro prensa Matec desidrata lodos extraindo e recuperando até 90% da água de processo e formando uma torta de lodo com umidade residual abaixo de 15%.

Icona tutti gli articoli
Shares